Em 2020, o Governo Regional, através da IHM - Investimentos Habitacionais da Madeira, EPERAM, apoiou cerca de 6.500 famílias em matéria de Habitação Social. Isentou o pagamento de rendas habitacionais e não habitacionais a 4.923 agregados familiares, atribuiu 101 habitações sociais, subsidiou as obras de recuperação de 72 casas, através do Programa de Recuperação de Imóveis Degradados - PRID e apoiou 37 famílias em situação de desemprego, através do Programa de Apoio a Desempregados - PAD.

Desde 2015, soma-se um total de 464 atribuições de habitação social, 305 agregados familiares apoiados através do PRID e 360 pelo PAD. Foram, ainda, apoiadas, no subarrendamento, 293 famílias madeirenses e porto-santenses.

INVESTIMENTO DE 22,3 MILHÕES
Entre 2015 e 2020, a construção ou aquisição de habitação social representou um investimento, por parte do Governo Regional, superior a 3,8 milhões de euros, incidindo sobre os seguintes complexos habitacionais: Boa Nova, Nazaré, São Gonçalo e Nogueira.
As obras de conservação, manutenção e reabilitação dos diferentes bairros, também no mesmo período, ultrapassaram os 18,5 milhões de euros, com destaque para grandes intervenções nos complexos habitacionais do Hospital, Nazaré e Palmeira.

MAIS 222 NOVOS FOGOS
Para 2021, conforme previsto no Orçamento da Região, o Governo Regional prevê investir 42,4 milhões de euros no setor da Habitação Social. Como tal, as políticas de Habitação Social estão a ser reforçadas, com a criação de programas diversificados, o aumento do parque habitacional e o consequente aumento de atribuições de habitações.

No que se refere à construção, prevê-se o lançamento dos concursos públicos para a execução de 222 novos fogos, que vão beneficiar mais de 550 pessoas, com destaque para 54 novas habitações relativas à terceira fase do Bairro de São Gonçalo, 40 nas Courelas, 34 na Bemposta, 26 em Santa Rita e 11 na Nogueira.
A par deste aumento considerável do parque habitacional da Região, importa sublinhar o investimento que será feito na reabilitação e reconversão de vários complexos habitacionais, assim como na aquisição de terrenos e fogos.

Será feito ainda um investimento de 3,3 milhões de euros na eficiência energética de oito complexos habitacionais: Romeiras, Casais de Além, Achada, Balseiras, Figueirinhas, Jardim da Serra, Santo Amaro e Seixal. No total, as intervenções vão beneficiar 882 pessoas e consistem na colocação de painéis solares e caixilharias de alumínio duplo, assim como no isolamento das fachadas.