A Secretaria Regional de Inclusão Social e Cidadania, através da IHM – Investimentos Habitacionais da Madeira, EPERAM, apoiou, recentemente, mais quatro agregados familiares, no âmbito do Programa de Recuperação de Imóveis Degradados (PRID). Desde o início do programa, este instrumento financeiro já permitiu apoiar 4.401 agregados familiares.

Os agregados familiares apoiados recentemente, três da Ribeira Brava e um do Porto Santo, irão receber, no total, cerca de 60 mil euros destinados a efetuar obras de recuperação e reabilitação das suas habitações degradadas.

Importa destacar que o PRID se destina a famílias com fracos recursos económicos detentoras de uma habitação própria permanente que necessite de obras de beneficiação por se encontrar em situação de degradação ou não reúna as condições condignas de habitabilidade, salubridade e conforto.

Augusta Aguiar, Secretária Regional de Inclusão Social e Cidadania, com a tutela da Habitação Social,  realça que “O Programa de Recuperação de Imóveis Degradados é um dos instrumentos disponibilizados pelo Governo Regional para apoiar as famílias madeirenses e porto santenses em situação de maior vulnerabilidade económica, no que diz respeito à habitação. O direito a uma habitação condigna é fundamental, e este executivo tem demonstrado um grande empenho na prossecução deste objetivo. Refira-se que, no âmbito do Programa de Recuperação e Resiliência, estão previstas verbas para reforçar este programa, no montante global de 6 milhões de euros, para reabilitação de habitações próprias, incluindo a ótica da eficiência energética”.